quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O que os olhos não vêem

Feche os olhos você que não enxerga
Mais do que belas palavras no poema
Poema que nasceu pra ser poesia
Não possui apenas beleza
Possui sentido e significado
E acima de tudo sentimento

Se não vê o meu sentimento
Simplesmente feche os olhos
Você está oco e não capta mais a essência
E a essência é a vida

Se não vê mais a essência
Cale-se e afaste de mim o silêncio de seus olhos

3 comentários:

Marina disse...

Ótimo poema, com certeza inspirado em A sociedade dos poetas mortos, né? Poesia é a maior representação dos sentimentos humanos, por isso é tão complexa de entender!

Marina disse...

Engraçado é constatar que o silêncio pode ter vários significados. No seu caso, ele é a incapacidade de compreender a poesia. E, como já escrevi uma vez, ele pode ser o oposto, o silêncio após ter passado por todas as palavras existentes, encontrando a essência da poesia. Enfim, um tema que dá muito debate, né? O seu poema é muito bom por mostrar o quanto a poesia precisa ser pensada e sentida também!

Júnia disse...

Chiquérrimo, Nat!

Estranha Perseguição

  "As palavras são mais perigosas do que aparentam".   Era o que estava escrito em um pedaço de papel, em tinta vermelha, parec...