quarta-feira, 31 de março de 2010

"Corriqueirismo"

Porque hoje decidi dizer que te amo.
Não porque antes eu não amasse, mas somente resolveu externar o que se encontrava guardado.
Não digo que te amo com um amor amante, creio eu que isso jamais seremos, mas te amo com um amor amigo, de maneira mais simples e pura.
Engraçado... Tudo que já pensei, tudo que eu já senti... De todas as chatices, as brincadeiras, até as incovenientes, as brigas, os desentendimentos, nasceu um carinho tão grande, que já não cabe mais nada, a não ser um grande amor, esse carinho que comecei a sentir em tão curto espaço de tempo.
- Você mora no meu coração, por isso, mantenha-se nele, pois se você sair...

5 comentários:

Marina disse...

Que lindo, Nati! Bem romântico, o final deu um toque interessante ao texto

Untitled disse...

O final foi uma coisa que eu falei para a pessoa a quem eu escrevi esse texto... Não sei se é romântico, no sentido da palavra que conota a "quererância" de se estar com a pessoa, mas é um amor amigo mesmo...

victor_aomartins disse...

Naaaati! texto 'opiante' quando me sinto psicopata haha (vc entende) venho aqui ler ; já que você consegue transpor em palavras o que sentimos.

Anderson Gomes FMU disse...

Muito sua cara esse texto. Principalmente o final. É você mesmo! XD.

Muito legal, curti. ;)

Anônimo disse...

NAAAAAAAAAAADA! esse texto foi pra mim! HUSAHUSASAHUAHUSHAUSHUASAHUSHUSAHUSAHUSA

Estranha Perseguição

  "As palavras são mais perigosas do que aparentam".   Era o que estava escrito em um pedaço de papel, em tinta vermelha, parec...